domingo, 20 de março de 2016

Sete Dias...





O encontro fora casual...
O sol e a lua...
O inusitado às vezes acontece...
O eclipse é raro e belo.

Não havia nenhuma intenção...
Ele: simpático e gentil...
Ela: romântica e afável...
Eles nem se conheceram.

Sete dias de sonho, fantasia, risos...
Ele a cativou instintivamente...
Ela estava melancólica e ele era a alegria em todo seu esplendor.

Sete dias sem falar da vida real...
Às vezes o lúdico se torna o lugar de conforto...
Ao final, lágrimas para regar a semente de uma grande desilusão.

Anna Mattos.

2 comentários: