segunda-feira, 5 de março de 2012

Você tem uma dor?

Não me refiro a dores que especialistas podem resolver com tratamentos ou com medicações.
Me refiro as dores que especialistas mesmo com tratamentos e medicações não podem resolver.
Aquele tipo de dor que faz o mundo ficar cinzento e os dias frios.
Aquela dor que sufoca, que maltrata, que faz um coração sangrar, que faz o mundo parar.
Muitas vezes vivemos como se não a sentíssemos, mas ela está lá.
Fixa, sufocante, malvada, como ferida sangrenta, como doença crônica, como uma noite sem luar, um céu sem estrelas, um mar sem ondas, um dia sem luz, um sol sem calor, uma vida sem cor.
Fingimos que tudo vai melhorar, o tempo passa, segundos, minutos, horas, dias, semanas, meses, anos, mas a dor não se altera ou só faz se intensificar.
Muita gente não suporta e tenta fazê-la sanar: tentativas de suicídio, drogas, mentiras, prazeres, fugas, negação.
Exceto a morte trágica e provocada voluntariamente ou involuntariamente (porque existem muitos meios para ela), nada nem ninguém conseguirá pará-la?
Nem mesmo todas as alternativas buscadas, tentadas, saturadas?
Será mesmo?
"Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16
Acredito que DEUS providenciou um meio de conseguirmos o refrigério: a GRAÇA.
Pense nisso e reflita sobre isso!
Afinal, não custa ($$$$$$$) NADA para você, mas para DEUS custou, absolutamente, TUDO (S2)...

Anna Mattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário