quinta-feira, 9 de fevereiro de 2012

A Sexualidade do Casal Cristão

"Bebe a água da tua própria cisterna, e das correntes do teu poço. Derramar-se-iam por fora as tuas fontes, e pelas praças os ribeiros de águas? Sejam para ti somente e não para os estranhos juntamente contigo. Seja bendito o teu manancial; e alegra-te com a mulher da tua mocidade. Corça de amores, e gazela graciosa. Saciem-te os seus seios em todo o tempo; e embreaga-te sempre com as suas carícias." Provérbios 5.15-19 Hoje vamos falar sobre sexualidade, especificamente a do casal cristão. Hoje em dia, no mundo pós-moderno, o sexo virou algo completamente oposto ao amor, quando, na verdade, um está intrinsecamente ligado ao outro, se tratar-se de seres racionais. No mundo dos seres irracionais, vale tudo, olha, aqui eu não estou me referindo só a animais, mas aos que se julgam humanos e cometem as piores aberrações e atrocidades, tornando-se assim inferiores aos bichinhos silvestres. Em tempos de debates acirrados sobre o PL 122 e o homossexualismo, bissexualismo etc, resolvi falar do sexo entre macho e fêmea, casados, cristãos, passeando pelo livro de Cantares de Salomão. Esse livro, da Bíblia (livro mais polêmico, em todo o mundo, desde suas origens - me refiro a Bíblia) encontra-se no Antigo Testamento. Ele descreve o matrimônio do rei Salomão "o amado", com uma moça do interior do país: "Sulamita". A obra consiste completamente de discursos do casal. Trata-se de poesia oriental antiga, portanto irei trazer suas idéias básicas para o mundo hodierno. Esse livro pinta a beleza de um amor puro, entre um homem e uma mulher, que ao amadurecer, transforma-se em devoção mútua imortal. Basicamente ele discorre sobre o casamento, enaltecendo a pureza e a castidade, porém sem falso moralismo. Acho o tema pertinente em tempos de casamentos desfeitos e divócios facéis. O livro foi escrito por volta do século X a.C. Sua autoria pertence ao rei Salomão até que se prove o contrário. Salomão foi rei de Israel em cerca de 973-933 a.C. Não farei um discurso longo e floreado por tratar-se de um assunto não mais cercado de tantos tabus como outrora. Faremos um Bate-Bola, onde minha intenção é fazê-lo sentir vontade de ler esse livro maravilhoso e prático, sobre questionamentos sexuais e a quebra de antigos paradigmas. Percorreremos o caminho desde as igrejas, tradicionais e hipócritas, que pregam uma pureza exacerbada até chegarmos as igrejas, modernas e liberais, que pregam libertinagens. Vocês verão que nem sempre falar de sexo é falar de "sacanagem". Espero agradá-los. 1. Como deve ser o lar cristão? Achamos em Ct 1.17: a) Como o cedro, ou seja, grosso ao ponto de ser uma viga de sustentação. b) Como o cipreste, ou seja, perene, com telhado e assoalho. 2. Fidelidade? Procure em Ct 1.7 e 4.12 (Eu não disse que facilitaria as coisas, se você não possui uma Bíblia, use o Google, onde você talvez encontre com facilidade a pornografia, mas talvez ainda não saiba que ele te leva a uma Bíblia-on-line, por exemplo.) 3. Ciúmes? Será que pode ou não pode? Até que ponto? Qunando ele falta: sinal vermelho. Ache em Ct 8.6. 4. Sexo (pecado X amor) Puro ou impuro? Pesquise em Ct 1.4 e 8.7. 5. Paixão? O que é? Acaba? Dura somente os 6 meses descobertos empiricamente pela ciência? É uma doença? Ct 2.2; 4.9-10 e 6.8-10 te esclarecerão. 6. Carinho e ternura? Mulheres (sonho de consumo - Rs...) Homens (embora compreendam os significados das duas palavras, devem estar se dizendo: puxa que caminho mais tortuoso e difícil até o coração de uma mulher! Aconselho-os: aprimoem-se nisso que vale muito à pena. Vai em Ct 7.10; 8.5,14. 7. Desejo: a) Masculino (Ver Ct 4.15; 7.6). b) Feminino (Ver Ct 2.3; 4.16; 5.9-16 e 8.3). 8. Como deve ser o leito do casal? Vc certamente descobrirá se ler Ct 1.16. 9. Beleza? a) Não é fundamental (Ct 1.5-6; 8.9,15). b) Cuidar-se é fundamental (Ct 1.10-11). c) feminilidade é fundamental (Ct 4.1-5,7; 6.4-7; 7.3-5). 10. Auto-estima? Está lá em Ct 2.1. a) Rosa de Sarom (encontram-se nas lindas e frutíferas planícies da costa do mar Mediterrâneo). b) Lírio dos Vales (aromático). 11. Auto-confiança é tudo. Aprenda em Ct 2.4-5. 12. Aromas: a) Higiene (hálito; asseio; banho). b) Perfume (Ct 1.3,12; 4.13-15). 13. Danças (Verifique sua função em Ct 6.13; 7.1). 14. Beijos? a) Na boca (Ct 1.2). Quando o casal para de beijar na boca, o casamento já acabou e eles não sabem ainda, sabia? b) De língua ( Ct 4.11; 7.9). 15. Carícias: a) Masturbação pode ou não pode? Está lá em Ct 2.6. b) Umbigo (Ct 7.2) Dicas: Trigo = fecundidade; Lírio = castidade. C) O que fazer com os seios da sua esposa? Descubra em Ct 7.7-8. 16. Lazer é indelévelmente necessário para a quebra da rotina. Confirme em Ct 7.11-12. Tá com preguicinha? Eu fiz o trabalho pesado para você. Agora te dar na bandeja? Não darei não. Só depois que fizerem essa viagem, estarei disponível para esclarecer qualquer dúvida sobre sexo que surja no trajeto. Aviso importante: aprendam que sexo não é pecado, dentro do casamento, porém não ao slogan "entre quatro paredes vale tudo entre os casais." Sexo anal? Nem pensar. Agora, se não pode nem dentro do casamento hétero, como poderá dentro do casamento homossexual? Complicou... Anna Mattos

Nenhum comentário:

Postar um comentário