segunda-feira, 6 de fevereiro de 2012

Relacionamentos

Autor: Pr. Bessa Blog: http://iijesuseocaminho.blogspot.com/ O relacionamento pessoal em um mundo virtual "Em nosso mundo de Facebook, Twitter, Orkut, MSN entre outras Redes Sociais onde os amigos são virtuais e muitas vezes passageiros, a maior parte desses amigos das Redes Sociais podem nunca se encontrar pessoalmente ou nem mesmo conversar on-line. Não estou aqui falando que as Redes Sociais não tem importância ou fazendo uma crítica a elas, pois eu mesmo as utilizo todos os dias e por esse motivo passei a perceber que ter um amigo verdadeiro tem mais significado nos dias de hoje do que em qualquer outro tempo. Nos perfis das Redes Sociais muitas vezes as fotos podem ser “Fake”, quando não as são escolhemos as melhores fotos que temos para colocar nos perfis, mas qual o por quê desse comportamento? Talvez seja porque queremos passar uma boa impressão e imagem aos nossos amigos, ou pior, há muitas pessoas, que não é o caso dos evangélicos, ficam se exibindo com fotos sensuais, mas nenhum evangélico faz isso não é verdade? Bem, outro fato interessante é que nas Redes Sociais a maior parte das pessoas, pelo menos nos perfis dos meus amigos, isso é o que acontece, é quebrado uma palavra de Jesus que está em João 16:33 “no mundo tereis aflições”, ninguém tem aflição nas Redes Sociais sempre está todo mundo feliz compartilhando idéias, mensagens, fotos, bons vídeos, humor, frases etc. Mas sabemos que na realidade todos nós passamos por momentos difíceis, de tristeza, dor, angústia, decepções, de depressão em alguns casos e outros sentimentos em que nenhuma palavra parece ter sentido e o que mais precisamos é de um abraço, um colo para chorar, e como dar esse abraço se vivermos somente no mundo virtual? Não estou falando para você compartilhar esses momentos nas Redes Sociais, só estou dizendo que devemos dar mais atenção aos relacionamentos pessoais que aos virtuais, eu creio que existem e eu já vi palavras de ânimo e de conforto nas Redes Sociais e quero aqui elogiar os irmãos que tem feito isso, levado essas palavras e principalmente os que têm usado às Redes Sociais para evangelizar. Como já disse, a ênfase desse estudo é nos levar a refletir sobre nossos relacionamentos pessoais, principalmente o familiar, que tem se perdido nesse mundo tão corrido onde pais trabalham o dia todo, chegam em casa tarde, na maioria das vezes já cansados e não dedicam um tempo para se relacionarem com os seus filhos, e mesmo no relacionamento marido e mulher. Muitos têm se relacionado mais nas Redes Sociais do que no ambiente familiar. O Culto Doméstico já não se tem visto mais em muitos lares evangélicos. A televisão, internet, filmes, Redes Sociais etc, têm educado mais nossas crianças nos dias de hoje do que os próprios pais que têm deixado de cumprir a palavra que está em Provérbios 22:6 “Educa a criança no caminho em que deve andar; e até quando envelhecer não se desviará dele”. Quantos amigos temos hoje que podemos contar nos momentos de aflições, como está nosso relacionamento familiar, com nossos pastores e com nossos irmãos na fé? Muitas pessoas têm 5.000 amigos no Facebook, 1.000 no Orkut, 10000…. seguidores no Twitter mais não têm mais que 1% desses amigos para contar, principalmente nos momentos de aflições, mas graças a Deus que nós temos o melhor amigo do mundo e podemos contar com Ele e Ele disse “mas tende bom ânimo, eu venci o mundo”. E podemos vencer se realmente cultivarmos nossa amizade com Jesus. David C. McCasland em um dos seus artigos chamado “Amigos Genuínos” afirma que quando Jesus chamou seus discípulo de amigos em (João 15:15), Ele falou de um relacionamento singular envolvendo o compromisso mútuo. Faltavam apenas algumas horas para que Ele entregasse sua vida (João 15:13) e pediu-lhes que demonstrassem sua amizade guardando os seus mandamentos (João 15:14). Mais surpreendente, talvez, seja a afirmação de Jesus: “Já não vos chamo servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho dado a conhecer” (João 15:15). Qual a condição para mantermos uma amizade com Jesus? Guardando os seus mandamentos (João 15:14). E nós, será que temos guardado os seus mandamentos, como está seu relacionamento com Jesus? Para medir como está seu relacionamento com Jesus, basta comparar seu relacionamento quando se converteu a Jesus e como está hoje, o relacionamento está mais íntimo ou mais distante? “A… mas nada se compara ao primeiro amor” você pode até pensar isso, mas não podemos ficar no leite para sempre. Quando uma criança nasce é muito bonitinho vê-la dando os primeiros passos, as primeiras palavras, mas se com o passar dos anos esses processos não evoluírem essa criança apresentará um distúrbio, pois bem a vida cristã segue o mesmo parâmetro, ao nos convertemos a Jesus passamos a ter uma nova vida e se não amadurecermos e continuarmos o crescimento espiritual isso significa um distúrbio que muitas vezes pode levar a morte. Enfim como você está dedicando seu tempo, tem passado mais tempo nas Redes Sociais ou nos relacionamentos pessoais? E seu relacionamento com Jesus? Você tem dedicado tempo a essa amizade? Em uma amizade genuína, a fidelidade de um pode amparar ao outro nos momentos de aflição. Jesus é esse amparo para nós, nosso amigo eterno, sempre fiel e verdadeiro. O amigo mais querido na terra não passa de uma sombra se for comparado a Jesus. Porém precisamos desses amigos aqui na terra, pois não é bom que o homem esteja só, nem mesmo só nas Redes Sociais. Que Deus abençoe nossas vidas e se você ainda não tem Jesus como seu amigo não perca tempo, pois Ele deseja se relacionar com você e através dessa amizade Ele pretende te levar para conhecer a casa de Seu Pai. Portando decida hoje viver os mandamentos de Jesus, porque só dessa maneira você pode ter essa amizade com Ele."

2 comentários:

  1. Meus parabéns! Gostei muito do seu blog. Que o Senhor Jesus Cristo te abençoe, abundantemente.

    Visite o meu blog e me adicione ao seu. Vamos fazer uma parceria. Aguardo sua confirmação.

    Acesse: http://iijesuseocaminho.blogspot.com

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada. Como seria essa parceria? Visitei seu blog, gostei, segui e ainda publiquei esse artigo de sua autoria, ao meu ver: maravilhoso, observe que lhe dei os créditos e ainda indiguei seu blog.

      Excluir