quarta-feira, 22 de fevereiro de 2012

Pode algo bom vir de Nazaré?

Pode algo bom vir de Nazaré?

Autor: Robson Lelles

"Filipe achou Nathanael, e disse-lhe: Havemos achado aquele de quem Moisés escreveu na lei, e os profetas: Jesus de Nazaré, filho de José. Disse-lhe Nathanael: Pode vir alguma coisa boa de Nazaré? Disse-lhe Filipe: Vem, e vê. Jesus viu Nathanael vir ter com ele, e disse dele: Eis aqui um verdadeiro israelita, em quem não há dolo. Disse-lhe Nathanael: De onde me conheces tu? Jesus respondeu, e disse-lhe: Antes que Filipe te chamasse, te vi eu, estando tu debaixo da figueira. Nathanael respondeu, e disse-lhe: Rabi, tu és o Filho de Deus; tu és o Rei de Israel. Jesus respondeu, e disse-lhe: Porque te disse: Vi-te debaixo da figueira, crês? Coisas maiores do que estas verás. E disse-lhe: Na verdade, na verdade vos digo que daqui em diante vereis o céu aberto, e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem." (João 1:45-51)
____________________________________________________________________

Nazaré (hebraico natsrát, árabe: al-nassira) é uma cidade de Israel situada na região norte, nas montanhas da Galiléia. A população de Nazaré é principalmente árabe. De acordo com a tradição, esta é a cidade onde moravam Maria, José e Jesus. Hoje é um dos principais lugares de peregrinação em Israel.

A importância de Nazaré à época de Jesus

Nazaré era uma aldeia pequena e insignificante durante o período de Jesus. Enquanto o local foi colonizado durante o período 600-900 BCE, era muito pequeno para ser incluído na lista de assentamentos da tribo de Zebulon (Josué 19:10-16) que menciona doze cidades e seis aldeias. Nazaré não é incluída entre as 45 cidades da Galiléia que foram mencionadas por Flávio Josefo, e o nome dela não consta entre as 63 cidades da Galiléia mencionadas no Talmud. Parece que as palavras de Nathanael de Cana, "Pode qualquer coisa boa sair de Nazaré"? (João 1:47) caracterizou o local como parecendo insignificante. É desnecessário dizer que a maioria das pessoas da Judéia nunca tinham ouvido falar de Nazaré.

Para explicar onde Nazaré ficava situada, os Galileus tinham que explicar que a aldeia era perto de Gat-Hyefer. Escavações arqueológicas conduzidas em Nazaré por Bagati desde 1955 mostram que ela era uma aldeia agrícola pequena, habitada por algumas dúzias de famílias. De fato, ninguém em sã consciência imaginaria quão grandes eventos aconteceriam a partir daquela minúscula aldeia.


A verdadeira grandeza de uma pessoa não deriva do lugar de onde ela vem

Quem algum dia já se preocupou em ler sobre a biografia de pessoas importantes, rapidamente aprendeu que várias delas nasceram e foram criadas em lugares que simplesmente não constam nos mapas, de tão pequenos e insignificantes que são. Isso, contudo, não impediu que a grandeza dos seus sonhos fosse realizada. E isso não impede que o seu esforço, a sua persistência, e principalmente a sua FÉ levem a realizar seus sonhos.

Todos nós sonhamos. Alguns sonham todos os dias com dias melhores. Alguns já não desejam sonhar. Preferem acreditar que nunca, nada mudará em suas vidas. Fecham suas mentes e seus corações e passam a viver o dia-a-dia sem perspectiva alguma de conquistar algo que um dia sonhou. Mas ainda assim essas pessoas mantêm sonhos enterrados em algum lugar dos seus corações.

Todos nós precisamos sonhar. É da natureza humana o sonhar. O sonho é algo tão importante para o ser humano que ele pode chegar ao ponto de abrir mão de ítens vitais em troca de um sonho. O homem que não sonha morre - primeiro espiritualmente, depois fisicamente. Alguns chegam a trocar a própria dignidade, a própria moral, para conquistar algo que sonha. Creio que todos nós conhecemos pessoas que, em algum momento da vida, abriram mão de uma vida correta e decente para conquistar algo que desejavam muito na vida. Todo dia vemos na TV e nos jornais as conseqüências da ambição desmedida de pessoas, de todas as classes sociais, que cobrem seus rostos diante das câmeras, para não serem reconhecidas em seu momento de vergonha. Algumas delas, no entanto, sequer têm espaço para aparecer na TV e desaparecem sem deixar vestígio de sua passagem pelo mundo.

Nazaré era uma cidade sem importância alguma aos olhos dos homens. Sequer era contada como uma verdadeira cidade. Era considerada como uma aldeia, um ajuntamento de famílias pobres, sem importância alguma. Pessoas passavam pela estrada e sequer notavam Nazaré pelo caminho. No entanto, aquele lugar insignificante aos olhos dos homens foi escolhido por DEUS para abrigar o homem mais importante que este planeta inteiro já conheceu.

Vemos constantemente pessoas buscando ser importantes aos olhos de outras pessoas. Seja através do seu próprio trabalho ou através de caminhos menos nobres como a notoriedade fútil de programas populares de televisão. Recentemente li, num estudo teológico, que os pilares da desgraça humana se resumem em três: fama, prazer e bens (Myer Pearlman, 1898-1942). Toda pessoa que vive em função de atingir altos patamares de fama, prazer e bens abre brechas enormes, por onde as ações do inimigo penetram para trazer destruição à própria pessoa e também às pessoas que a rodeiam. Sim, porque toda pessoa poderosa ajunta gente em seu redor. Quando essa pessoa poderosa cai, leva junto quem está com ela, de uma forma mais ou menos intensa. Quem aqui não conhece ou mesmo não vivenciou situações parecidas com o que acabamos de falar?

É muito fácil olharmos em volta e concluirmos que não vivemos num lugar adequado aos nossos sonhos. Na verdade, aos olhos de DEUS, nenhum lugar neste planeta é adequado para aquilo que Ele planejou. Em Gênesis 3:17 podemos nos certificar disso: "E a Adão disse: Porquanto deste ouvidos à voz de tua mulher, e comeste da árvore de que te ordenei, dizendo: Não comerás dela, maldita é a terra por causa de ti; com dor comerás dela todos os dias da tua vida".

Então, o que nos resta diante de uma afirmação como essa? Resignarmo-nos com o nosso destino miserável e seguir em frente como se nada pudesse ser feito? Nem de longe! Mais à frente, no versículo 22, lemos: "Então disse o SENHOR Deus: Eis que o homem é como um de nós, sabendo o bem e o mal...". Será que DEUS mentiu quando afirmou a nossa semelhança com Ele? Sabedores que somos do que é o BEM e do que é o MAL, por que então tantos de nós escolhemos o que vem do MAL? Por fama, prazer e bens acima do razoável - é isto:

* Não satisfaz conquistar bens com trabalho honesto, mas conquistar muitos bens, acima do que as outras pessoas têm, mesmo que para isso alguém seja prejudicado.

* Não satisfaz buscar o prazer das coisas simples, mas levar os sentidos humanos a experimentar o limite, mesmo que isso lhe custe a própria saúde, até mesmo a vida.

* Não satisfaz ser elogiado pelo trabalho bem feito, mas ser conhecido por todo o mundo por um único trabalho que seja, muito provavelmente vindo de uma inspiração momentânea e nem sempre santa.

A história está cheia de artistas que venderam sua dignidade e sua alma para atingirem o sucesso e simplesmente sumiram pelo ralo do esquecimento algum tempo depois.

A verdadeira grandeza de uma pessoa deriva dos seus objetivos na vida

A mensagem é muito clara: quando objetivos pessoais se sobrepõem aos propósitos de DEUS na vida de uma pessoa, invariavelmente haverá frustração. Ainda que ela alcance aqueles objetivos pessoais, não haverá satisfação.


Em II Crônicas 9, temos a história de uma mulher poderosa, que possuía vasta fortuna e que se achava muito sábia. Certamente aquela mulher julgava ter atingido todos os seus objetivos na vida. No entanto, ela não se sentia completa, apesar de possuir tantos bens. Quando aquela mulher soube da existência de um servo do DEUS vivo, que tinha fama de ser muito sábio, ela rapidamente partiu para encontrar-se com ele e pô-lo à prova. Ela não sabia de onde provinha a sabedoria daquele homem. Nós sabemos: falamos de Salomão e a Rainha de Sabá. A sabedoria de Salomão provinha do próprio DEUS vivo. Quando aquela rainha ouviu de Salomão as respostas às suas perguntas, ficou tão admirada que imediatamente presenteou-o com riquezas imensas, nunca vistas em Judá até então.

Salomão buscou primeiro agradar a DEUS. Por isso, até mesmo a riqueza dos ímpios veio até ele, sem que ele fosse atrás deles. Há também outra lição importante em Salomão: a partir do momento em que ele se afastou dos caminhos de DEUS, seu reino e sua descendência também entraram em decadência. Que essa lição fique gravada a fogo em nossos corações para que não venhamos a repetir o mesmo erro de estar sob a graça de DEUS e abrir mão dela em função dos manjares do mundo, para que não terminemos da mesma forma.

Pode algo bom sair do seu bairro? Responda a si mesmo essa pergunta. O que te faz buscar as reuniões no templo? O que te faz buscar a Palavra de DEUS com tanta freqüência? Que efeito tem sobre a sua própria vida a Palavra de DEUS que você ouve e lê? Se há algum bom efeito, então VOCÊ é o que pode sair de bom do seu bairro e da sua cidade! E se VOCÊ é o que pode sair de bom do seu bairro ou da sua cidade, eis o que diz o Espírito de DEUS: Sê TU uma bênção! Porque toda vez que perguntarem: "Pode algo de bom sair daquele lugar?" Alguém certamente dirá: "Vem, e vê"!

Que DEUS os abençoe! Amém!

Um comentário:

  1. Esse e outros artigos maravilhosos desse excelente autor, você encontra no livro "Os Planetas se Alinham em Torno do Sol". Assim como ele tem edificado a minha vida, irá edificar a sua vida também. Brilhante escolha para presentear a quem você ama e quer ver feliz!!!

    ResponderExcluir