sábado, 21 de janeiro de 2012

Religião X Cultura

A religião é substrato da cultura, logo a busca dos fundamentos para a educação religiosa alude a questão ao fundamento da vida humana. A religiosidade está amalgamada ao conhecimento humano. O ser humano compreendido como finito e relacional, dá fundamentação para o fenômeno religioso, que, por sua vez, lhe possibilita constituir-se na liberdade, na plenitude, no respeito mútuo, na justiça, na solidariedade, na gratuidade e na paz. A verdade não pode ser monopólio de um seguimento religioso ou político, mas um bem universal. A dimensão religiosa deve estar compromissada com a história da humanidade e a transcendência. Um estudo sócio-cultural e de identidade proporciona as ferramentas necessárias para a formação do cidadão, no que tange a uma conduta ética ilibada, frente ao seu papel atuante na história da humanidade. Portanto a inter-relação do sagrado-profano possibilita uma reflexão crítica sobre a práxis sócio-cultural atrelada ao fenômeno religioso com vistas à busca e ao encontro da identidade de cada pessoa. Só através do conhecimento da diversidade é possível fazer-se escolhas. Só através do conhecimento não tendencioso dos fatos é possível que essas escolhas sejam verdadeiras. Afinal, sobre essas escolhas fundamentar-se-á toda a vida de quem as fez. No posicionamento reflexivo diante do sagrado e do profano encontra-se um ser humano verdadeiramente livre. Com isso, quero deixar explicito que esse site não possui o intento de fazer prosélitos, mas de dialogar com as diferentes visões sobre o sagrado e o profano nos tempos pós-modernos. Portanto, à despeito de divergência de opiniões, todos estão convidados a expressar-se livremente, sem o risco de serem julgados ou criticados em suas concepções, em outras palavras, quero dizer a todos vocês, sou cristã, mas sintam-se em casa, porque a casa é nossa, ok?

Um comentário:

  1. Não entendo... Podemos como crentes, simplesmente escolher do Antigo Testamento o que vamos ler ou seguir? Admiro as citações de Romanos, mas estou em conflito com o que eu li em: Levitico 15:19-20, Levitico 19:27, e principalmente, Deuteronômio 22: 23-24. Gostaria de uma explicação, pois já quase não sei em que acreditar. Desde já agradecido.

    ResponderExcluir